Mistérios Luminosos do Santo Rosário

Estes Mistérios da Luz foram acrescentados ao Santo Rosário por iniciativa do Papa S. João Paulo II em 2002. Os Mistérios Luminosos são rezados às quintas-feiras e são a terceira parte das quatro séries de cinco mistérios que compõem o Rosário. Eles também são rezados sobre Mistérios da Alegria que lidam com a Encarnação e a infância de Jesus, o Mistérios Dolorosos da Paixão do nosso Senhor e da Mistérios Gloriosos dos acontecimentos após a Ressurreição.

São João Paulo II meditou sobre os Mistérios Luminosos e explicou que "que resplandeça o esplendor da natureza divina de Deus em Jesus Cristo" "o tempo em que Jesus, pelo poder da palavra e da ação, revela plenamente o 'rosto' do Pai celestial, inaugurando o seu Reino de amor, justiça e paz".

Em 2003, o Papa também explica o A presença de Maria nestes mistérios, que, neste caso, está normalmente em segundo plano, com excepção do casamento em Caná

No primeiro dos Mistérios Luminosos contemplamos O Baptismo do Senhor na Jordânia

  • Jesus é baptizado (Mateus 3, 13-17) Naquele tempo Jesus foi da Galileia para o rio Jordão até onde João estava, para que João pudesse baptizá-lo. No início João resistiu, dizendo-lhe:
    -Eu deveria ser baptizado por si, e você vem ter comigo?
    Jesus respondeu-lhe:
    -Deixe que seja assim por agora, pois é conveniente que façamos tudo o que é correcto aos olhos de Deus.
    Então John consentiu. Jesus, tendo sido baptizado, saiu da água. Nisto se abriram os céus, e Jesus viu o Espírito de Deus descendo sobre ele como uma pomba. E uma voz do céu foi ouvida, dizendo: "Este é o meu Filho amado, a quem escolhi".

No primeiro dos Mistérios Luminosos: O Baptismo do Senhor no Jordão

O baptismo e a presença do Espírito Santo

Neste Evangelho somos ensinados que, unindo-nos a Jesus, nos unimos com o Pai através do Espírito Santoum inexplicável mistério de fé. João Batista nos deixa o testemunho de ter visto o Espírito de Deus na forma de uma pomba acesa sobre Jesus e de ter ouvido a voz de um Pai satisfeito.

"No Sacramento do Baptismo, Deus Nosso Pai tomou posse das nossas vidas, Ele pôs um selo indelével na sua alma. Através do Baptismo ele incorporou-nos em Cristo e enviou-nos o Espírito Santo. A força e o poder de Deus iluminam a face da terra. Não queima com o desejo de fazer com que todos o amem"? Josemaría Escrivá de Balaguer

Jesus mostra-nos a sua humildade porque apesar de ser o Filho de Deus, ele é baptizado diante de tantas pessoas. Permite-nos compreender quase a importância do Sacramento do Baptismo. Baptismo nas nossas vidas.

"Se você quer que os seus filhos se tornem verdadeiros cristãos, ajude-os a crescer "imersos" no Espírito Santo, ou seja, no calor do amor de Deus, à luz da Sua Palavra. É por isso, não se esqueça de invocar o Espírito Santo frequentemente, todos os dias."

"É muito importante orar ao Espírito Santoporque nos ensina a tomar conta da família, das crianças, para que estas crianças possam crescer no clima da Santíssima Trindade.. É precisamente o Espírito que os leva para a frente. É por isso que não se esqueça de invocar o Espírito Santo frequentemente, todos os dias.

"Quando você diz esta oração, você sente a presença materna da Virgem Maria. Ela ensina-nos a invocar o Espírito Santoe a viver segundo o Espírito, como Jesus". Meditações sobre os mistérios do Santo Rosário, Papa Francisco.

No segundo dos Mistérios Luminosos, contemplamos o primeiro milagre de Jesus na festa de casamento de Caná.

  • Um casamento em Caná da Galileia (João 2,1-12) No terceiro dia houve um casamento em Caná, uma aldeia na Galileia. A mãe de Jesus estava lá, e Jesus e os seus discípulos também tinham sido convidados para o casamento. 3 E o vinho acabou, e a mãe de Jesus disse-lhe: "Eles não têm mais vinho.
    Jesus respondeu-lhe: "Mulher, porque me dizes isto? A minha hora ainda não chegou.
    Ela disse àqueles que estavam a servir: "Façam o que ele vos disser.
    Havia lá seis potes de pedra, para a água utilizada pelos judeus nas suas cerimónias de purificação. Cada frasco tinha entre cinquenta e setenta litros.
    Então Jesus disse aos servos: Encha estes frascos com água.

    Eles encheram-nas até à borda, e ele disse-lhes: "Agora tirem algumas e levem-nas ao líder do partido. Assim o fizeram, e o guardião da festa provou a água transformada em vinho, sem saber de onde tinha vindo. Só os criados que tinham puxado a água é que sabiam. Então o mordomo chamou o noivo e disse-lhe: "Todos servem primeiro o melhor vinho, e quando os convidados já beberam o suficiente, ele serve o vinho comum. Mas você tem mantido o melhor até agora.
    Este foi o primeiro sinal miraculoso que Jesus fez em Caná da Galileia. Com ela ele ele mostrou a sua glória, e os seus discípulos acreditaram nele. 

No segundo dos Mistérios Luminosos, contemplamos o primeiro milagre de Jesus na festa de casamento de Caná.

Maria é Mãe, ela está nos detalhes e intercede por nós.

O Evangelho de Lucas diz-nos que Maria estava ao lado de Jesus. Ela está atenta às necessidades dos outros e preocupada com o bem-estar de todas as crianças. A Santíssima Virgem Maria Virgem Maria está com Ele para lhe dizer, eles não têm vinho, não têm saúde, não têm trabalho, não têm vida, não têm esperança, não têm fé..., há a nossa Mãe a tentar colaborar nos assuntos de Jesus, e com as suas humildes palavras ela pede-nos simplesmente "Faça o que Ele lhe disser"., Ele diz-nos para confiarmos, não percamos a esperança, rendamo-nos a Ele e ouçamo-Lo!

"É próprio de uma mulher, e de uma dona de casa atenta, notar uma omissão, estar atenta aos pequenos detalhes que tornam a existência humana agradável: e foi assim que Maria agiu. Se a nossa fé é fraca, recorramos à Santíssima Virgem Maria. A nossa Mãe intercede sempre perante o seu Filho para que Ele nos atenda e se mostre a nós, para que possamos confessar: Tu és o Filho de Deus.." Josemaría Escrivá de Balaguer

"Maria é simplesmente uma mãe, ela já deixou o problema nas mãos de Deus! A sua preocupação com as necessidades dos outros apressa a "hora" de Jesus. E Maria faz parte dessa hora, desde a manjedoura até à cruz. (...) O melhor vinho ainda está para vir. E sussurra-o aos desesperados ou aos desamparados. Tenha paciência, tenha esperança, Faça como Maria, reze, aja, abra o seu coração, porque o melhor vinho virá.  Meditações sobre os mistérios do Santo Rosário, Papa Francisco.

No terceiro dos Mistérios Luminosos contemplamos a proclamação do Reino de Deus.

  • Jesus revela quem ele é e chama quatro pescadores (Marcos 1, 14-18). Depois de João ter sido colocado na prisão, Jesus foi para a Galileia para anunciar as boas novas de Deus. Ele disse: "O tempo chegou, e o reino de Deus está próximo. Volte-se para Deus e aceite com fé a Sua boa nova".
    Jesus estava a caminhar ao longo da margem do Lago Galileu quando viu Simão e o seu irmão André. Eles eram pescadores, lançando as suas redes à água. Jesus disse-lhes: 'Sigam-me, e eu farei de vós pescadores de homens'.
    De imediato deixaram as suas redes e foram com ele.

No terceiro dos Mistérios Luminosos do Santo Rosário, contemplamos a proclamação do Reino de Deus.

Jesus convida-nos à conversão e a unir-nos à missão de Deus.

Jesus, neste Evangelho, convida-nos a conversão. Converter-se é colocar Deus no centro das nossas vidas e amá-Lo com sinceridade. Para ser convertido, é necessário deixar todo o nosso ser, corpo e alma, nas mãos de Deus. E para nos darmos e servirmos os outros, para sermos um missionário do Senhor.

"Como Jesus entra naturalmente no barco de cada um de nós! Quando se aproxima do Senhor, pense que Ele está sempre muito perto de si, em si, no seu coração.: "regnum meum intra vos est" (Lc 17, 21). Vai encontrá-lo no seu coração. Cristo deve antes de mais reinar na nossa alma. Para que Ele reine em mim, preciso da Sua graça abundante (...)". Josemaría Escrivá de Balaguer

"Jesus não é um missionário isolado, ele não quer realizar a sua missão sozinho, mas envolve os seus discípulos.(...) Isto é muito bonito! Jesus não quer trabalhar sozinho, veio para trazer o amor de Deus ao mundo e quer difundi-lo no estilo da comunhão, no estilo da fraternidade (...) O objectivo é anunciar o Reino de Deus, e isto é urgente! Hoje também é urgente. Não há tempo a perder em conversa fiada (...) Quantos missionários fazem isto! Eles semeiam vida, saúde, conforto nas periferias do mundo. Como isto é belo! Não para viver para si próprio, não para viver para si próprio, mas para viver para ir e fazer o bem. Há tantos jovens na Praça hoje: pensem nisto, perguntem-se: (...)  É corajoso por isto, tem a coragem de ouvir a voz de Jesus? É bonito ser missionário! Ah, você está indo bem! eu gosto de estar aqui! (...) Todos devem ser missionários, todos podem ouvir o chamado de Jesus e ir em frente e proclamar o Reino."  Meditações sobre os mistérios do Santo Rosário, Papa Francisco.

No quarto dos Mistérios Luminosos contemplamos a transfiguração do Senhor.

  • Jesus revela o seu rosto (Mateus 17, 1-9)  Seis dias mais tarde, Jesus levou Pedro e os irmãos Tiago e João e conduziu-os até uma montanha alta à parte. Ali, na presença deles, a aparência de Jesus mudou. O seu rosto brilhava como o sol e a sua roupa ficava branca como a luz. Nisto eles viram Moisés e Elias a falar com ele.
    Disse Pedro a Jesus: 
    Senhor, é bom que estejamos aqui! Se desejar, eu farei três cabanas: uma para si, uma para Moisés e uma para Elias.
    Enquanto Pedro estava a falar, uma nuvem brilhante envolveu-os. E da nuvem saiu uma voz, dizendo: "Este é o meu Filho amado, a quem escolhi. Ouçam-no".
    Quando os discípulos ouviram isto, inclinaram-se para o chão com medo.
    Jesus veio ter com eles, tocou-os e disse-lhes: 
    Levante-se, não tenha medo.
    Então eles levantaram os olhos e não viram ninguém a não ser Jesus.
    Quando desciam a montanha, Jesus ordenou-lhes: Não conte esta visão a ninguém até que o Filho do Homem tenha ressuscitado dos mortos.

No quarto dos Mistérios Luminosos contemplamos a transfiguração do Senhor.

Jesus convida-nos a rezar e a amarmo-nos uns aos outros

Neste Evangelho Jesus ensina-nos que existe um lugar muito melhor do que este lugar onde vivemos.onde o sofrimento muitas vezes nos confunde. As tribulações e o ruído humano distraem-nos da nossa verdadeira missão cristã. E as necessidades materiais esvaziam o nosso espírito e endurecem o nosso coração.

"Vultum tuum, Domine, requiram" (Sl. 26, 8)., Eu procurarei o Teu rosto, Senhor. Anseio por fechar os olhos e pensar que chegará o momento, quando Deus quiser, em que serei capaz de vos ver.não como num espelho, e sob imagens escuras... mas cara a cara... (I Cor. 13, 12). Sim, o meu coração tem sede de Deus, do Deus vivo: Quando é que eu virei e verei o rosto de Deus? (Sl. 41,3) Josemaría Escrivá de Balaguer

"A partir deste episódio da Transfiguração, gostaria de salientar dois elementos significativos, que resumo em duas palavras: ascensão e descida.. Precisamos de nos retirar para um espaço de silêncio (para subir a montanha) a fim de nos encontrarmos de novo e de perceber melhor a voz do Senhor. Mas não podemos ficar lá! O encontro com Deus no oração Exorta-nos novamente a descer da montanha e a regressar à planície, onde encontramos muitos irmãos e irmãs esmagados por dificuldades, injustiça, pobreza material e espiritual. A estes nossos irmãos e irmãs que estão em dificuldade, somos chamados a oferecer-lhes os frutos da experiência que tivemos com Deus, partilhando com eles os tesouros da graça que recebemos.."

"Esta missão diz respeito a toda a Igreja e é principalmente da responsabilidade dos Pastores (bispos e sacerdotes) que são chamados a mergulhar no meio das necessidades do Povo de Deus, aproximando-se com carinho e ternura, especialmente os mais fracos e os menos fracos, os últimos. Mas para realizar este trabalho pastoral com alegria e disponibilidade, os Bispos e sacerdotes devem os padres precisam de orações de toda a comunidade cristã".  Meditações sobre os mistérios do Santo Rosário, Papa Francisco.

No quinto dos Mistérios Luminosos, contemplamos a instituição da Eucaristia.

  • A Ceia do Senhor (Lucas 22, 14-20) Quando chegou a hora, Jesus e os apóstolos sentaram-se à mesa.
    Ele disse-lhes: "Como eu ansiava celebrar convosco esta refeição de Páscoa antes de morrer! Pois digo-vos que não o celebrarei de novo até que seja cumprido no Reino de Deus.
    Então tomou um copo nas suas mãos e, tendo dado graças a Deus, disse: "Tomai isto e reparti-o entre vós; porque eu vos digo que não voltarei a beber do fruto da videira até que venha o reino de Deus".
    Depois tomou o pão nas suas mãos, e quando deu graças a Deus, partiu-o e deu-lho, dizendo: "Isto é o meu corpo, dado até à morte por vós. Faça isto em memória de mim.
    Ele fez o mesmo com a taça depois do jantar, dizendo: "Esta taça é a nova aliança confirmada pelo meu sangue, que é derramado em vosso nome.

No quinto dos Mistérios Luminosos do Santo Rosário, contemplamos a instituição da Eucaristia.

Jesus fica connosco

Podemos imaginar os discípulos à volta de Jesus, a ouvir as suas palavras. Eles tinham recebido a graça que vem somente de Deus e é recebida somente por aqueles de coração humilde. "que acreditam sem ter visto". 

"Estava a tornar-se noite no mundo, porque os antigos ritos, os antigos sinais da misericórdia O amor infinito de Deus pela humanidade estava para ser plenamente realizado, abrindo o caminho para um verdadeiro amanhecer: a nova Páscoa. A Eucaristia foi instituída durante a noite, preparando com antecedência a manhã da Ressurreição.

Jesus ficou na Eucaristia por amor..., por si. Ele ficou, sabendo como os homens o receberiam... e como vós o recebeis". Josemaría Escrivá de Balaguer

"Cristo derramou o seu sangue como um preço e como um banho sagrado que nos lava, para que possamos ser purificados de todos os pecados: para que não nos dissolvamos, olhando para ela, sendo saciados pela sua fonte, para que sejamos preservados do risco de corrupção. E então experimentaremos a graça da transformação: Continuaremos sempre a ser pobres pecadores, mas o Sangue de Cristo irá libertar-nos dos nossos pecados e restaurar a nossa dignidade. Irá libertar-nos da corrupção. Sem mérito próprio, em sincera humildade, seremos capazes de levar o amor do nosso Senhor e Salvador aos nossos irmãos e irmãs. Seremos os seus olhos que procuram Zaqueu e a Madalena; seremos a sua mão que ajuda aqueles que estão em necessidade; seremos os seus olhos que procuram Zaqueu e a Madalena; seremos a sua mão que ajuda aqueles que estão em necessidade. pacientes de corpo e espírito; nós seremos o seu coração que ama aqueles que precisam de reconciliação, misericórdia e compreensão.

Deste modo, a Eucaristia actualiza a Aliança que nos santifica, purifica e une em admirável comunhão com Deus. Desta forma, aprendemos que a Eucaristia não é uma recompensa para o bem, mas a força para os fracos, para os pecadores, é o perdão, o viaticum que nos ajuda a caminhar, a viajar."  Meditações sobre os mistérios do Santo Rosário, Papa Francisco.

Os Mistérios Luminosos do Santo Rosário

Eles iluminam um caminho que começa a partir do momento em que somos baptizados, depois leva-nos a compreender a fraqueza de Jesus perante o amor da sua Mãe; mostrando-nos o poder da intercessão de Maria como nossa advogada.

Mais adiante, ele convida-nos a converter-nos com sinceridade e a acreditar no Evangelho, a fim de o levar precisamente onde os padres não podem chegar. Mas para isto Jesus pede-nos um coração humilde, um espírito transfigurado no Seu e chama-nos a imitá-Lo em oração.

Então os apóstolos mostram-nos Jesus na sua glória divina, descrevem um lugar mais belo do que este mundo e encorajam-nos a compreender que o sofrimento é a esperança da nossa salvação. E neste último mistério Jesus revela-nos que Ele permanece connosco no Pão Eucarístico e pede-nos para "comer e beber dele, porque este é o meu Corpo". Jesus diz-nos claramente: "Quem comer a minha carne e beber o meu sangue tem a vida eterna e eu o ressuscitarei no último dia".

Neste Evangelho Jesus também institui o Ordem SacerdotalUma vez que Ele pede aos Seus Apóstolos para "fazerem isto em memória de mim", para repetir o que Ele fez na Última Ceia. Os Apóstolos de Jesus não falharam em cumprir esta ordem, porque os seus sucessores deixaram tudo para O seguir, e estes são os nossos santos sacerdotes.

Com a colaboração de:
OpusDei.com
Meditações sobre os mistérios do Santo Rosário, Papa Francisco.

O que é celebrado na festa da Assunção da Virgem Maria?

"A estupenda realidade da Assunção de Maria manifesta e confirma a unidade da pessoa humana e lembra-nos que somos chamados a servir e glorificar a Deus com todo o nosso ser, alma e corpo". Papa Francisco

A importância do Mistério da Assunção da Virgem Maria

O Virgem Maria está cheio de graça. A intensidade e natureza das suas graças são diferentes ao longo da sua vida; uma é a graça da sua Conceição, outra é a graça da EncarnaciónOutro na Assunção de Maria para o céu. Nesta última a Virgem Maria recebe a plenitude da santidade.

Jacopo Palma Assunção da Virgem

Assunção da Virgem (Assunção da Virgem) Jacopo Palma

História da festa da Assunção de Maria

A celebração da Assunção de Maria é uma festa antiga que costumava ser celebrada em Jerusalém desde o século VI, em honra da Mãe de Deus, provavelmente lembrou o consagração de uma igreja em sua honra.

Esta festa, um século depois, espalhou-se por todo o Oriente sob o nome da Dormição de Santa Maria e celebra a sua passagem deste mundo e a assunção de Maria para o céu.

O dogma da Assunção de Maria para o Céu

O Papa Pio XIIEm 1950, eu declarei a Assunção de Maria como sendo um dogma de fé. A Virgem Maria, por um privilégio especial de Deus Todo-Poderoso, não experimentou corrupção: o seu corpo, glorificado pela Santíssima Trindade, estava unido ao corpo da Santíssima Virgem Maria. almae Maria foi levada para o céu, onde reina viva e gloriosa, juntamente com Jesuspara glorificar a Deus e interceder por nós.

No Apocalipse podemos ler as passagens relativas à Assunção da Virgem Maria ao céu: "Um grande sinal apareceu no céu: uma mulher vestida com o sol, a lua aos seus pés, e na sua cabeça uma coroa de doze estrelas (Ap 12:1).

E nós, impelidos pela liturgia na Missa da vigília desta festa, aclamamos Nossa Senhora com estas palavras:

Gloriosa dicta sunt de te, Maria, quæ hodie exaltata es super choros angelorum.

Abençoada sejas, Maria, porque hoje foste elevada acima do coro de anjos e, juntamente com Cristo, atingiste o triunfo eterno.

A Assunção da Virgem Maria na vida cristã

O Igreja Ele olha para Maria para contemplar nela o que a Igreja é no seu mistério, na sua "peregrinação de fé", e o que ela será no fim do seu caminho, onde o espera, "para glória da Santíssima e indivisível Trindade", "em comunhão com todos os santos" aquela que ele venera como a Mãe do seu Senhor e como a sua própria Mãe.

A Assunção de Maria, Nossa Senhora propõe-nos a realidade desta alegre esperança. Ainda somos peregrinos, mas a Nossa Mãe precedeu-nos e já nos está a indicar o fim do caminho: repete-nos que é possível chegar e que, se formos fiéis, chegaremos. Porque a Santíssima Virgem não é apenas o nosso exemplo: ela é a ajuda dos cristãos. E a nosso pedido - Monstra te esse Matrem - ela não sabe como e não quer recusar-se a cuidar dos seus filhos com solicitude maternal. É Cristo que passa, 177.

Maria cumpriu a vontade de Deus de uma forma exemplar na sua vida e foi isso que a levou à glória de Deus. A Assunção da Virgem Maria é um exemplo para todos os Cristãos.

Na terra todos nós queremos chegar a Deus. Esta é a nossa esperança. A Virgem Maria já o conseguiu. O que ela alcançou encoraja-nos. Maria tinha um enorme confiança em Deus e o seu coração estava cheio de Deus.

 

Com a colaboração de:

Opusdei.com

Conventos e residências religiosas em Roma

Conventos e residências religiosas para pernoitar em Roma

Ficar em mosteiros, conventos e residências religiosas em Roma é a opção menos conhecida quando se trata de escolher um alojamento para a sua estadia. Pode até parecer um pouco estranho, mas é a melhor escolha se estiver à procura de um lugar simples, tranquilo, barato e acolhedor para ficar. Estas características não estão muito longe das tendências de viagem que estão na moda, como o desintoxicaçãoou seja, aquele que procura a desintoxicação digital ou a lentoem busca de paz de espírito.

A estadia nestes locais religiosos deriva da tradição de acolher peregrinos e pessoas que necessitam de um retiro solitário. Embora não seja necessário ter crenças religiosas para desfrutar destes alojamentos em que o ambiente tranquilo, a simplicidade e o isolamento são as principais características.

Para além dos peregrinos, é frequente encontrar nos mosteiros, conventos e residências religiosas grupos de jovens cujos bolsos só lhes permitem uma estadia económica, turistas ávidos de novas experiências ou apaixonados pela cultura e pela história que procuram alojamento em locais históricos.

T2 roma onde pernoitar

Muitos dos Caixa por barco bem como os conventos e mosteiros, passaram diretamente para o turismo, deixando a comercialização dos seus sítios nas mãos de especialistas ou de empresas externas. No entanto, há ainda alguns que são explorados exclusivamente pelas comunidades religiosas que aí vivem.

Em Roma, centro do cristianismo, este tipo de alojamento é tão comum que se tornou uma categoria como os hotéis, os apartamentos ou os albergues, recebendo o nome de "hotel". Caixa por barco (traduzido literalmente como casa de férias).

Nestes Caixa por barco Quase não há decoração, apenas elementos religiosos, pouca ou nenhuma tecnologia e quase todos estão fechados à noite. Por outro lado, desfrutará do silêncio e da tranquilidade, de instalações bem utilizadas e muito limpas, de um tratamento simpático e cordial e, em geral, o pequeno-almoço está incluído.

Se está a planear ficar num mosteiro, convento ou residência religiosa em Roma, gostaríamos de lhe dar algumas dicas a ter em conta:

  • Não os confunda com um hotel: não há luxos e ninguém está ao seu serviço.
  • Faça a sua cama e arrume o quarto você mesmo.
  • Se houver uma zona de fecho, respeite-a.
  • Respeite também as horas das refeições e as horas de fecho noturno, caso existam.
  • Encorajamo-lo vivamente a envolver-se nos ofícios com a comunidade.
  • Não utilize telemóveis ou rádios em áreas públicas ou comuns.
  • Pesquise a história da comunidade e do local onde se encontra.

Mapa da localização das residências religiosas em Roma

No mapa seguinte, pode encontrar a nossa seleção:

[wpgmza id="5"]

Lista das residências religiosas para pernoitar em Roma

Destes, gostaríamos de destacar os cinco seguintes, todos eles com capacidade para o atender em espanhol.

  • Villa Angeli - Irmãs Angélicas

Caso para Ferie Sacro Cuore di Gesù e Santi Angeli

Via Paolo Bentivoglio 12, 00165 - Roma

0039 06 3936 6530 | 0039 699 935 368

http://www.villaangeli.itangé[email protected]

Localizado a 25 minutos a pé da Praça de São Pedro, o Case per Ferie oferece pequeno-almoço incluído na tarifa, que varia entre € 35 para um quarto individual na época baixa e € 125 para um quarto quádruplo na época alta. Todos os quartos têm casa de banho privativa, telefone e ar condicionado. Existe um quarto acessível e são permitidas crianças.

  • Servas do Amor Misericordioso

Anel de Amor Misericordioso

Via Casilina 323, 00176 - Roma

0039 06 278 601

[email protected] | www.casamadresperanza.com

Embora esteja longe do centro, tem boas ligações de autocarro, a linha 105 vai para a Estação Termini. O pagamento por cartão de crédito não é aceite, mas deve ser feito em dinheiro ou por transferência bancária.

  • Casa Virgen del Pilar

Obra missionária de Jesus e Maria, fundada pela Beata María Pilar Izquierdo.

Via Alessandro Poerio 51D, 00152 - Roma

0039 06 5833 1508 | 0039 32 7363 7770

[email protected] | www.casavirgendelpilar.com

Esta Casa per Ferie está convenientemente localizada entre o Gianicolo e o Trastevere e oferece excelentes vistas da cidade a partir do seu terraço. Os preços incluem pequeno-almoço e variam entre 40 euros para um quarto individual e 114 euros para um quarto triplo na época alta. Está disponível estacionamento gratuito.

  • Irmãs Missionárias Concepcionistas do Ensino

Via Bixio 75, 00185 - Roma

[email protected] | www.concezioniste.it

Tem uma localização muito central, junto à estação Termini e os seus preços incluem o pequeno-almoço. Pedem-lhe um depósito de 20% do total da estadia no momento da reserva e o resto deve ser pago em dinheiro à chegada.

  • Vila Fátima

Oblatos do Santo Redentor

Via Paolo Bentivoglio 1, 00165 - Roma

[email protected] | www.villafatima.it

Está localizado em frente à Villa Angeli, a 25 minutos a pé da Praça de São Pedro. Os preços incluem pequeno-almoço e variam entre 50 euros para um quarto individual e 120 euros para um quarto quádruplo. Oferece um serviço de recolha de passageiros do aeroporto, mediante disponibilidade, e o preço varia de acordo com o número de pessoas.

Ficar em mosteiros, conventos e residências religiosas em Roma é a melhor escolha se procura um lugar simples, tranquilo, barato e acolhedor para ficar.

T2 pernoita em residências religiosas

Conventos e residências religiosas em Roma